Ozonoterapia

É a aplicação de ozono no organismo, com fins terapêuticos, utilizando diversas formas de administração. Propriedades benéficas do Ozono no nosso organismo: analgésico e anti-inflamatório, anti-oxidante (previne o envelhecimento), imunomodulador (é uma ajuda aos doentes que fazem quimio e/ou radioterapia), oxigenante (aumenta a capacidade de transporte de oxigénio pelo sangue), revitalizante (melhora a capacidade funcional em doente com doenças como Alzheimer e Parkinson), germicida (actúa sobre os fungos, como na candidíase). Doenças em que podemos beneficiar de Ozonoterapia:

  • Doenças reumáticas: artrite reumatóide, artrite psoriática, artroses, fibomialgia, sindrome de fadiga crónica, doenças auto-imunes, ect..

  • Doenças neurocirúrgicas / orto-traumatológicas: hérnia discal, sindrome canal cárpico, tendinite de Quervain, fibrose pos-cirúrgica, artrites, tendinites, neuroma de Morton, etc..

  • Doenças neurológicas: demências, Alzheimer, Parkinson, esclerose múltipla

  • Doenças de pele: Acne, psoríase, dermatite atópica

  • Doenças intestinais: doença de Crohn, colite ulcerosa, hemorroides

  • Doenças vasculares: úlceras cutâneas, úlceras diabéticas, neuroangiopatia diabética

  • Doenças ginecológicas: vulvovaginites, herpes genital

  • Doença oncológica: tratamento coadjuvante da quimio e da radioterapia no cancro

A Ozonoterapia não tem efeitos secundários indesejáveis e os seus efeitos são duradouros no tempo. O número de sessões necessárias para melhorar a sua doença, é diferente de caso para caso e de doente para doente. Habitualmente, um primeiro tratamento necessita entre 10 a 15 sessões.